Adolescente que abusa da tecnologia prejudica saúde, diz estudo

Estudo da Faculdade de Medicina da Universidade Case Western Reserve, nos Estados Unidos, indica que adolescentes que ficam mais de três horas na Internet ou mandam mais de 120 torpedos de celular por dia têm maior risco de se tornarem alcoólatras, tabagistas e usuários de drogas. Além disso, eles também podem ter relações sexuais precocemente.

16/11/2010 | Booster | Entretenimento | faculdade de medicina

Postagens Relacionadas

Estudo liga excesso de envio de mensagens entre jovens com comportamentos de risco

Um polêmico estudo conduzido na Faculdade de Medicina da Universidade Case Western apontou que adolescentes que enviam 120 mensagens de texto ou mais por dia tem mais chance de ter praticado comportamentos de risco, como consumo de álcool ou drogas ou prática de relações sexuais, do que seus colegas que não mandam tantas mensagens. Uma pesquisa foi feita em 20 colégios de ensino médio na região de Cleveland, estado de Ohio, no ano passado e entrevistou mais de 4200 estudantes. A conclu [...]

16/11/2010 | Apareceu na Net | envio de mensagens

? São Algumas Pessoas Predispostas ao Alcoolismo?

Há crescente evidência de que esse possa ser o caso. Por exemplo, um estudo realizado na Dinamarca, entre 1970 e 1976, descobriu que filhos de alcoólatras tinham probabilidade quatro vezes maior de se tornarem alcoólatras do que filhos de não alcoólatras. E isso se dava mesmo nos casos em que as crianças foram criadas por pais adotivos não alcoólatras.Num outro estudo, realizado na Universidade de Washington, em Seattle, EUA, descobriu-se que rapazes com antecedentes de alcoolismo na f [...]

16/11/2010 | Beba Com Moderação | estudo realizado

Filhos de pais que brigam têm comportamento de risco

Crianças que vivem em casas onde o ambiente é hostil têm maiores chances de se envolverem com drogas e se tornarem sexualmente ativos ainda muito jovens, de acordo com uma pesquisa. Também se constatou que elas têm um terço a mais de chances de se tornarem alcoólatras, em comparação a crianças criadas por pais solteiros. O estudo realizado por Kelly Musick, da Universidade Cornell, em Nova York, mostrou que crianças criadas em lares violentos têm maiores riscos de terem problemas menta [...]

16/11/2010 | Vida em Família | filhos de pais